Lipocavitação

Vamos falar agora sobre a Lipocavitação.

Com essa técnica, é possível reduzir aquela gordurinha localizada, tratar a celulite e ainda melhorar o contorno corporal.

É uma técnica não agressiva, não tem o desconforto de um pós-operatório e nem anestesia.

É indolor, sem efeitos colaterais e com bons resultados.

É baseada em ultrassom focalizado cavitacional, que permite tratar o tecido desejado.

Com isso, somente as células adiposas da área escolhida são atingidas, e os tecidos vizinhos, como vasos  sanguíneos, nervos e tecidos conectivos são preservados.

A energia ultrassônica emitida atinge a gordura subcutânea e causa um fenômeno chamado cavitação.

A cavitação é um fenômeno físico que provoca pressões positivas e negativas.

Essas pressões causam ciclos de compressão e descompressão, resultando em micro-bolhas dentro das células de gordura.

Essas micro-bolhas aumentam em quantidade significativa e se agitam no seu interior, estimulando o rompimento das membranas das células adiposas.

Após o rompimento, as substancias liberadas pelas células de gordura são eliminadas pelo organismo.

Para potencializar os resultados, a lipocavitação pode ser associada a drenagem linfática, estimulando a remoção do excesso de toxina e lipídeos, melhorando a circulação local.

O tratamento é eficaz para homens e mulheres, que desejam reduzir a gordura localizada em áreas específicas.

É indicada também para tratar a celulite, pois quebra as células de gordura que forma os indesejáveis furinhos.

As áreas tratadas podem ser:
– o abdômen;
– os braços;
– os flancos;
– as costas;
– os culotes
e as coxas.

O número de sessões e o intervalo entre elas serão avaliadas individualmente, vai depender da quantidade de gordura na região e a resposta ao tratamento.

Após cada sessão, recomenda-se beber bastante água e evitar alimentos gordurosos.

Para manter o resultado é importante adotar hábitos saudáveis como alimentação balanceada e prática de atividades físicas.